quinta-feira, 13 de junho de 2013

Sobre baderna, democracia e meu direito de protestar

Quero falar que tô feliz pra caralho. Tô orgulhosa de ver gente na rua protestando e buscando seus direitos. Vendo que, aqui na internet, rola muito apoio de todos os lados, inclusive daqueles que têm R$ 3,20 pra ir até onde acontecem as manifestações e fazer parte dessa “baderna” (Acha que isso não existe? Tá na hora de sair da sua bolha e ver quanta gente nessa cidade tem que pagar pra ir trabalhar).

Porque isso aí que os desavisados chamam de baderna é o que vai garantir os direitos dos nossos filhos e dos nossos netos. Foi a baderna armada por aquele bando de “vagabundos” lá nos anos 60 que garantiu que eu pudesse escrever isso hoje.

Faz muito tempo que essa baderna deixou de ser por causa de “vinte centavinhos”, se é que alguém ainda acredita nisso. Ela também não é mais só por causa das condições de merda que temos que enfrentar todo dia pra chegar no trabalho; muitas vezes, passar horas dentro de um transporte sucateado, lotado e perigoso. Você, que dificilmente precisa usar um ônibus ou um metrô, acredita no que a TV te fala? Acha mesmo que essas mudanças não te atingem?

Atingem sim, meu amigo. Porque esses “filhos da puta” aí tão nas ruas lutando pelo que a maioria, já resignada e conformada, esqueceu: a democracia e nosso direito de protestar. Essa é a causa deles, fortemente reprimida por uma polícia truculenta, mal treinada, mal paga e pela mídia alienadora. Um dia, você vai precisar subir a voz e mostrar pro mundo o que você pensa, e muita gente vai te apoiar. Eu não sei qual vai ser a sua causa, mas, quando esse dia chegar, você vai passar pelas mesmas coisas, pode ter certeza.

Por isso, se você acha que não tem MESMO nada a ver com esses infelizes que não têm mais o que fazer, pare e pense de novo. Essa baderna não é por causa de vinte centavos. É por causa do desrespeito que eu, você e todo mundo sofremos diariamente. Desrespeito de um governo que nos faz andar com medo de levar uma bala na cabeça a qualquer hora, que nos faz torcer pra nunca precisar usar o SUS (embora eu pague uma fortuna de impostos pra ter um serviço de qualidade), que obriga mulheres a carregar filhos frutos de violências sexuais, entre tantas outras coisas que nos frustra diariamente - inclusive o sufoco que é o transporte coletivo, olha só isso. Essa é UMA das inúmeras razões que temos pra protestar.

Essa baderna toda me deixa muito, mas muito feliz mesmo, porque mostra que, no país do futebol, às vésperas de uma superfaturada Copa das Confederações, tem gente ocupando as ruas do Brasil inteiro pra protestar pelo que acredita, pelo seu direito de exercer a democracia. Que estamos acordados e vendo tudo que acontece, e não vamos deixar barato.

Essa baderna tá aí pra incomodar mesmo, porque é isso que uma sociedade conformada como a nossa precisa. Todo munto precisa de um belo de um chacoalhão pra sair da bolha lembrar de uma coisa há muito tempo esquecida: o poder de mudar é, sempre foi e sempre será do povo.


"Ajoelha pra levar bala" (Foto: Folha Online)

2 comentários:

Amanda Tracera. disse...

Posso dizer que esse post me representa? Hahaha concordo completamente!

Laís Stéfanny disse...

Concordo plenamente! É a nossa geração que tem o poder, espero que usem com sabedoria!
"Até Pouco tempo atrás poderíamos mudar o mundo."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...