segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Para acreditar


- Não foi por acaso que a gente escolheu essa data. Teve tudo a ver com aquela sua festa de aniversário, há dois anos, que foi quando a gente voltou a se falar.
O Wagner me disse isso há exatamente um ano, durante sua festa de casamento. Eu não fazia ideia disso.

Na comemoração mais linda que eu pude presenciar, foram essas frases, ditas enquanto eu escrevia bilhetinhos em guardanapos para os pombinhos, que me fizeram sorrir ainda mais ao voltar para casa. Hoje, eu fico muito feliz de saber que, de alguma forma, eu fiz parte da história desses dois. Eu sei que, mesmo se não fosse durante a minha festa, eles com certeza voltariam. Mas eu amo que tenha sido lá.

Depois de quebrar a cara algumas vezes, você perde o chão, perde a esperança. Comigo é assim também. É por isso que gosto tanto de ouvir a história da Camis e do Wag: me faz acreditar de novo em um sentimento que, até então, eu só conhecia do cinema – mas com a vantagem de ser muito real, de estar ali na minha frente. Tão simples, verdadeiro, raro e lindo.

Eu costumo dizer que o que eu quero é encontrar alguém que valha um Beatles. Vou falar mais sobre isso algum dia, mas é que, para mim, sendo Beatles a banda mais importante da minha vida, não dá para associar suas músicas a qualquer Zé Mané, correndo o risco de me decepcionar depois. E é por isso que quando o mundo dá todos os sinais de que essa pessoa não existe para ninguém, eu lembro da Camis e do Wag.


Acho que nunca vou cansar de ouvir os dois contando da primeira vez que os olhares se cruzaram no corredor do jardim da agência; de como a separação momentânea foi ruim, mas que era aquele beijo que eles queriam de volta. Ou de relembrar o dia que o Wag me contou como tinha pedido a Camis em casamento, ou do cofrinho na casa deles para o grande dia. Do jantar romântico que a Fernanda e eu preparamos para o chá-bar do casal. Da cerimônia mais tocante, linda e intensa que eu tive o privilégio de fazer parte, sabendo que, em cada detalhe daquele salão, tinha um toque dos dois.

Queria registrar essa data tão especial, e escrever era o mínimo que eu poderia fazer. Quero que esses eternos noivos, que vão ler isso aqui mais cedo ou mais tarde, saibam o quanto aquela noite foi importante para mim também. Quero comemorar essa data com eles todo ano, com os filhos deles (e meus irmãos!), com os meus filhos, até todo mundo ficar bem velhinho. 

Te desafio a não chorar com esse clipe

Mas, acima de tudo, fiz esse texto porque eu queria que os leitores desse blog entendessem um pouquinho o que eu sinto quando penso nessa relação incrível da Camis e do Wag: saber que existem muitas razões para acreditar na vida, mesmo quando ela pisoteia a gente. É aquela sensação que me coloca um sorriso no rosto de novo porque, mais cedo ou mais tarde, eu vou encontrar aquela pessoa que vale um Beatles. Conhece aquele ditado “Se a vida te der limões, adicione tequila e sal”? Pois é, eles são a tequila.

Sempre digo que meu aniversário de dezenove anos foi um dos mais incríveis da minha vida porque, até hoje, aparecem algumas histórias perdidas daquele dia regado a todas as formas de álcool existentes. Mas nenhuma história vai ser melhor do que a que o Wag resumiu para mim há um ano, em duas frases.

3 comentários:

Cami Pires disse...

Assim vc mata seus velhos... Muito obrigada, foi uma das coisas mais lindas que já li! #existeamoremspeemtodososlugares

Wagner disse...

Tá... É oficial... Você é uma das pessoas que mais me arrancam lágrimas no Universo conhecido...
Obrigado pela lembrança maravilhosa e por comemorar com a gente...

É muito gostoso saber que aquele que foi o dia mais especial das nossas vidas teve um significado tão grande pra vc tb, Nat...

Você sabe que somos completamente loucos por você, né?

Ah!! Mais uma coisa... Espero que quando encontrar alguém que valha um Beatles, ele tb valha uma Nat, viu?

Beijocas.

Íris Tridico disse...

"(...)saber que existem muitas razões para acreditar na vida, mesmo quando ela pisoteia a gente."
Perfeito como sempre Natólinha! Não conheço o casal, mas já admiro a história! Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...