quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Amigo secreto/oculto/escondidinho do #champclub – a revelação!

Como já tinha contado, eu e os amigos do #champclub, também conhecidos como “donos de blogs sensacionais”, resolvemos enfrentar o azar que nos acompanha como um amuleto indesejado e fizemos um bonito amigo secreto – ou oculto para os cariocas e mineiros. Ou escondidinho para o Max, que só me faz pensar em comida com esse nome – para celebrar essa data mágica que é o Natal. Algumas coisas deram errado, como previmos, já que essa brincadeira teve que envolver Correios, uma pessoa que mora no Canadá e, CLARO, nossa impressionante falta de sorte. Mas vamos falar de coisa boa, vamos falar da Tek Pix do meu presente.

Antes de mais nada, preciso me desculpar com os amigos participantes. Sim, eu menti sobre muitas coisas nesse amigo secreto, como:

1. Não recebi meu presente no dia que falei que recebi. Na verdade, ele chegou muito antes, mas se eu falasse o dia certo, ia dar muito na cara quem tinha me tirado;
2. Eu abri o meu presente no mesmo dia que a Ana Savini. Sério, não dava mais para aguentar aquela caixa me olhando e não fazer nada.

É, até que não foram tantas, mas foram essenciais para manter o mistério desse jogo cheio de ginga. Espero que vocês me perdoem, amgs, de verdade verdadeira.

Voltamos à nossa programação normal.

Parte 1 – Quem me tirou

Eu adoro ganhar presente e todo o ritual que o acompanha. Pegar o embrulho, sentir a textura e o peso, chacoalhar e tentar descobrir o que é. Na hora de abrir o pacote, nem se fala, os olhos até brilham de tanta expectativa de ganhar alguma coisa legal. Quando finalmente consigo encostar no presente, abro aquele sorrisão e já imagino as mil maneiras como posso usá-lo pelo resto da minha vida.

Em um ano que eu não senti muito isso e em um Natal com poucos presentes (só do meu irmão e do amigo secreto da firrrma. Meus amigos ainda não me deram nada e meus pais me deram dinheiro – não que seja um problema, claro), a caixa do Sedex guardadinha no meu armário gerou inquietação por pelo menos uma semana, até eu me convencer de que ela não estava lá e que era proibido mexer nela ou pensar que ela sequer existia.

Mas chega uma hora que não dá para segurar tanta ansiedade, nem dá para mentir para mim mesma. Aí eu peguei a caixa, sacudi, pesei mentalmente e fiquei imaginando nas inúmeras coisas que poderiam estar ali dentro. “Quem será que me tirou, o Rob ou a Isa? Se foi o Rob, espero que seja o livro dele autografado! Mas tenho quase certeza que foi a Isa, o que será que ela me daria? Um livro? Um DVD? Um CD? Uma caixa de bombons? Maquiagens? O bilhete premiado da Mega-Sena da Virada? Um cachorrinho? Não, ele não cabe nessa caixa. A chave de um carro? Qual será o carro? Um apartamento em Londres? Um passe vitalício para shows do Paul McCartney? Um passaporte carimbado para qualquer lugar do universo? Volte à realidade, Natalia, ela deve ter te dado um... vale-presente. Com a sorte que você está nesse ano...”.

Lutei bravamente com todo o durex que os funcionários dos Correios colocam na embalagem e, algumas horas depois, venci mais uma árdua batalha para conquistar o que era meu por direito. E lá estava, um presente sagrado: o Let It Be do Senhor!

Mentira, esse eu vi nas Lojas Americanas mesmo.
Será que é mais legal que Ágape?

Tá, falando sério agora.

Abri a caixa e tirei a primeira dúvida: era a Isa mesmo quem tinha me tirado. Peguei o pequeno embrulho roxo, selado por um adesivo do Snoopy. Ele continha duas das coisas que eu mais amo nesse mundo e que, de algum modo, dizem bastante a respeito da história da nossa amizade: um DVD de show e um caderninho com canetas coloridas. Ah, e também tinha um cartão, que foi a primeira coisa que voei em cima.


No cartão, ela confirmou o que pensei. O DVD do cara que me fez viver o melhor momento da minha vida até agora. O caderninho em branco, com páginas limpinhas para eu escrever o que eu quiser. E foi essa a grande sacada dela, porque foi aí que nossos caminhos se cruzaram. Nos conhecemos porque escrevemos, nos encontramos no dia do show desse cara e, nas próprias palavras da minha amiga secreta, “os presentes são para representar isso: um show inesquecível de acordes para a vida; e uma amizade que sai do virtual para se tornar escrita à tinta”.

Isa, terei o maior prazer de escrever muitas e muitas páginas sobre a nossa amizade. Tenho certeza que vem muita coisa por aí. Já te agradeci pessoalmente e agradeço de novo. Obrigada pelo presente, não teria como ser melhor! Ah, e não tive problema nenhum com a sua letra, sério!

Parte 2 - Quem eu tirei

De acordo com as regras estabelecidas para o jogo, preciso dar dicas sobre a pessoa que eu tirei. Então vou fazer uma cartinha, porque isso é coisa de gente linda.

Querida amiga secreta [primeira dica],

A gente nunca se viu, mas tenho muita vontade de te conhecer. Acho que a gente teria muito para conversar, consigo até imaginar mais ou menos como seria. O primeiro assunto seria música. Eu ia falar de Beatles, Stones e Pink Floyd. Você ia enriquecer minha biblioteca musical falando do som de muita gente que eu não conheço bem, tipo uns hard rock farofa dos anos 80 [segunda dica]. A gente ia ter muitas figurinhas para trocar, e só nesse assunto a gente ficaria a tarde inteira falando.

Depois, eu ia querer falar da sua vida. Pelo que eu entendi até agora, você é de Pato Branco [terceira dica] e agora mora em Curitiba e já fez muita coisa. Você é muito multifuncional [quarta dica]! Hoje você conserta computadores, mas já andou por vários caminhos diferentes. Você tem alguma noção de como isso é legal? Queria muito ser tão versátil como você!

A gente ainda ia falar de muita coisa, muita coisa mesmo. Dos amigos do #champclub, de shows legais, de livros bacanas, de política, economia, fofoca, televisão, seriados, A Fazenda, Big Brother... A gente ia falar sobre qualquer coisa que você quisesse! E pode ter certeza: eu nem falaria sobre seu nome. Mesmo sendo igual de cantora de axé [quinta dica], é lindo mesmo assim!

Agora eu tenho mais um motivo para querer te ver o mais rápido possível. Quero saber se você gostou do meu presente. Pensei em um zilhão de coisas para dar, mas nenhuma ia ter um toque tão meu quanto esse. 

E aí, amiga secreta, podemos nos encontrar? Um beijo!

P.S.: Essa é minha amiga secreta!

6 comentários:

Tyler Bazz disse...

1 - O Paaaaaaauuuuullll!!!! \o/
2 - Cadeeeeeeeeeerno!!! *.*
3 - Com "A gente nunca se viu," já sobra uma opção só. :D

A não ser que fosse uma piadinha com o Max sendo chamado de amiga.

Isadora disse...

nháaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa (L)
vou morrer com esses posts! sério, foi MUITO de coração, que bom que gostou!


e você tirou o Max, que eu sei.

MaxReinert disse...

Gente,,,, se ela me tirou, além do "amiga" eu teria que repensar muito a imagem que projeto para as pessoas...tipo: MUITO!!!!!

Ai... vai demorar muito pra chegar em mim?

Otavio Oliveira disse...

é. vai demorar.
ahhah

AEEEEEE vocalista da banda cheiro de amor (é isso? tenho problemas com 'bandas' de axé).

=D rock it.

Pedro Lucas Rocha Cabral de Vasconcellos disse...

lol

Que foda o presente! Quero que chegue em mim logo u.u

Ana disse...

Ah, quer dizer que vc quer encontra-la pra falar mal da gente, né??

Hum.

Que lindo esse presente. Muito bom gosto, tem essa tal de Isadorable.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...