terça-feira, 5 de outubro de 2010

Só um recado.

Esse recado vai para você, garoto e garota, senhor e senhora, eleitor e candidato, amigo e inimigo: se você joga lixo no chão, eu não te respeito. Na verdade, eu chego a te odiar.

Sério, eu fico imaginando como deve ser sua casa. Se você joga lixo no chão, pela janela do seu carro ou do ônibus, você deve fazer a mesma coisa em casa. E deve ser um nojo, um péssimo lugar para se morar. Não sei como seus filhos vão sobreviver no mundo com e tipo de educação.

Você tem noção de como o sangue me sobe quando vejo você fazendo isso? Você nunca deve ter percebido, mas eu pego aquele seu extrato do banco e o jogo no lixo mais próximo. De verdade, não suporto ver esse tipo de coisa. Afinal, sua mão não vai cair se você segurar seu papel de bala por dois minutos até encontrar um cesto de lixo.

É que, para você, é muito fácil reclamar. Culpar a prefeitura pela enchente é fácil. Falar que o governo não faz nada para resolver esses problemas é mais fácil ainda. Difícil mesmo deve ser jogar o lixo no lixo. Não sei se alguém já te falou isso, mas não é só a prefeitura que entope bueiros. Aquele seu papelzinho insignificante tem bastante poder para isso.

E olha que nem estou falando de descartar o lixo de maneira correta, separar plástico de papel, essas coisas. Só estou falando de não sujar a rua, é só o que eu queria: um pouco mais de consciência da sua parte.

No fim das contas, sabe qual é a única coisa que eu quero? Que você aprenda que isso não é legal e que não custa nada não fazer mais. E, se você não for aprender pelo amor, que aprenda pela dor. Na próxima enchente de São Paulo, espero que a porta da sua casa fique forrada de lixo. E espero que esse recado chegue até você.

Um comentário:

Hally disse...

Guria, tu tocou exatamente no ponto que eu queria tocar por esses dias...

Sabes bem que, depois das eleições, o que resta pra nós (além da decepção de o povo ter feito merda e ter votado errado pela milhonésima vez), é o lixinho eleitoral, que está na forma de santinhos, plaquinhas, banners e afins. Um nojinho federal (e estadual também).

Mas sabe o que é pior nisso tudo? Se deparar com santinhos e mais santinhos de candidatos cujo o partido tem como discurso oficial a luta pelo meio ambiente. Isso mesmo. Pelo colégio que passo todo santo dia pra chegar ao terminal onde pego o ônibus pra trabalhar, me deparo com um punhado (bem grande mesmo) de santinhos de candidatos do PV.

Não sou uma ecochata nem nada (visto que meu sonho de consumo é ter um V8), só que eu acho que um pouquinho de BOM SENSO (ainda) não mata. E, por mais que eu faça pouco pelo meio ambiente, como guardar todo o lixo dentro da bolsa quando não tem lixeira por perto, pra me desfazer dele na lixeira de casa, já é o suficiente.

P.S.: Venha morar em Curitiba, pois sua alma é curitibana!! Hehe

Excelente texto, e desculpe pelo comentário post.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...